Sarau do dia 24 julho com a presença de Emerson Alcalde com livro (A) MASSA

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Critica da Subprefeitura do Ipiranga.


Prezado Rodrigo de Oliveira (Dimenor)
Estive arrumando a documentação da conferência e junto com os documentos estava o encarte da Perifatividade de Novembro/2001 – Nº. 06.
A Subprefeitura tinha como papel, indicar o local da conferência.
Portanto o andamento das solicitações e programações, entrega de lanche, ônibus etc., cabia à Comissão Central da Conferência, está organizada entre Governo e Sociedade Civil.
Sabendo da responsabilidade e comprometimento para com a conferência, organizei e chamei algumas ações para a Subprefeitura, como confecção dos Crachás, Delegados, Lúdica e Convencional, material pedagógico, certificados para os participantes, lista de presença de convidados e participantes na conferência.
Portanto, não coube a Subprefeitura a licitação dos ônibus, somente a solicitação junto ao departamento responsável, o que foi feito e com antecedência.
Os lanches apesar do atraso do último lanche foram entregues, o espaço solicitado e organizado da melhor maneira possível.
A Comissão Regional do Ipiranga cumpriu seu papel de uma forma coerente e responsável, tenho aqui que elogiar a todos os integrantes pela responsabilidade e comprometimento para com os direitos da Criança e do Adolescente, ao contrário de pessoas da Comissão Central que tiveram uma participação efetiva para a não realização da conferência, um email no dia anterior ao feriado de 28/10/2011 informando o cancelamento das conferências, como pode um integrante da sociedade civil, aquele que deveria ser o mais interessado na realização da conferência, para assim garantirmos o direito de cada criança e adolescente manifestar sua opinião e desejo de melhorar as políticas públicas a seu favor.
Infelizmente o desejo político, não por parte do governo, mais de pessoas interessadas pela não realização da conferência, não se efetivou, portanto o comprometimento de cada integrante da comissão regional tem que ser mencionado, poderíamos ter abraçado a idéia de pessoas mal intencionadas, e violar de uma forma geral o direito de cada criança e adolescente manifestarem seus desejos, não o fizemos e ao contrário, com todas as nossas forças garantimos o direito de cada criança e adolescente, presentes nas conferências lúdicas e convencionais, expressarem sua opinião.
Por isto, a mensagem do editorial nº. 06 não condiz com o esforço de cada integrante da comissão regional, nossa vontade para que se cumpra o estabelecido em nossas reuniões, está acima de qualquer interesse pessoal ou político, ao contrário do que foi mencionado nossa conferência foi um sucesso, não pelo número de pessoas, mas pela oportunidade de cada criança e adolescente presente, protagonizar seus direitos.
Continuaremos lutando contra todos e todas que se oponham e queiram se aproveitar destas oportunidades para se beneficiarem futuramente, o futuro de cada uma destas crianças e adolescente está acima de qualquer vaidade ou interesse.
Parabéns a toda a comissão Regional que se esforçou e concretizou o estabelecido em nossas reuniões, sabemos que não foi tudo aquilo que esperávamos mais ficamos contente em poder estar manifestando o interesse de uma parte representante das crianças no Ipiranga.
Maurício Tadeu
Subprefeitura Ipiranga


Observação: 
Realmente a Subprefeitura do Ipiranga esteve comprometida com a Conferência Regional do Direito da Criança e do Adolescente do Ipiranga. Vale ressaltar, que o que divulgamos em nosso editorial cabe ao mal comprometimento do CMDCA, não só de nossa região mas de todas as regiões cujo evento fora cancelado em sua maioria... Agradecemos os esforços e articulação política empenhada para a realização, porém temos muito a melhorar e não só a sociedade civil, mas ao poder público também...

COLETIVO PERIFATIVIDADE

2 comentários:

  1. Tive não o prazer, mas a capacidade de participar desta conferencia. E concordo que foi um fiasco, com presença de crianças e adolescentes simplesmente porque alguns guerreiros e guerreiras assumiram a frente e levaram as crianças de carros particulares ou fretados, pago com recursos proprios, e o pior debaixo deum calor insuportavel muitas crianças caminharam kilometros para poder participar, SERA que a Prefeitura, ou Sub garantiram mesmo a presença destes ?

    ResponderExcluir
  2. e mano criticar e facil eles trabalhão assim em todo os cantos do brasil eles fingem que ajuda e depois assentosamente criticão assim e facil né.

    ResponderExcluir

Follow by Email