Sarau do dia 24 julho com a presença de Emerson Alcalde com livro (A) MASSA

sábado, 30 de abril de 2011

Sarau da Cesta na Galeria Olido

Galeria Olido dia 09 de Maio / Segunda-feira das 18h às 20h

convida para lançamento do livro "Luminosidades" de Cláudio Laureatti

Na Avenida São João, 734 centro(próximo ao largo do Paissandu)

É tudo nosso, inclusive as vírgulas!

2 anos de Sarau da Cesta, com Tatiana Busato e Cláudio Laureatti ! ! !

Presença dos poetas Paulo Almeida, Marco Pezão, Tereza Rocha, Paulo Rams, Hugo Paz, Di Menor, Cássio Aquino, Roberto Garrido, Ivan Ferretti, Domingo Lage, Rubens Ramon Romero, além dos músicos Eufradísio Modesto, Rose Campos (projeto Eco do Meio) e Haroldo Oliveira e, é claro, nosso convidado mais importante: você!


Estranhar nosso cotidiano. Reabilitação de passados perdidos e das iniciativas inspiradas em ações reais e liberações sonhadas. Afastamento da violência e da insanidade pelo compartilhamento da palavra. Reinventar o poder. O fazer poético e suas notações sociais.Rechaço de inferioridades e da falta de posses. É uma contravenção ao sistema do outro, um não pertencimento às representações midiárticas, desconstrução das idéias e dos discursos hegemônicos de novelas, jogos de futebol, vida-shopping. Poesia, pois é, poesia. E o centro da cultura está em toda parte. Periferia no centro do conhecimento.É tudo nosso, inclusive as vírgulas!
Cláudio Laureatti 

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Assembléia das Comunidade sobre Despejo Na Subprefeitura.


Vitória Brasília de Souza Lima
Subprefeita do Ipiranga
A coronel da Polícia Militar Vitória Brasília de Souza Lima, assumiu a Subprefeitura Ipiranga no dia 06 de outubro. Ela atuava como chefe de gabinete da Subprefeitura de Vila Mariana. Antes disso, foi chefe de gabinete da Subprefeitura de Campo Limpo. 
Nascida em 29 de dezembro de 1947, a subprefeita saiu da Academia Militar em dezembro de 1972 e trabalhou na Polícia Militar durante 32 anos, tanto na área operacional quanto na área administrativa. 
É formada em Direito pela USP, Na administração pública municipal, o grande interesse da subprefeita é pela área social. Moradora da zona norte da capital.


Ontem dia 27/04 as comunidades Vila da Paz, Vila Cristina e JD. Savério que se encontra em ameaça de despejo pela prefeitura de Sao Paulo se reunirão com representantes dos órgãos publicos para discutirem o assunto Moradia.

A Comunidade esteve presente em grande numero, lotanto a sala de reunião, muitos tiveram que ficar em pé.

A Sub Prefeita Cel. Vitoria, começou sua fala dizendo que estava ali para conversar e não aceitava AVACALHAÇÂO ( coisa de boi né ?), Falou que começaram o cadastramento porque o IPT Traçou a area como de risco 2, 3, e 4. Que são 271 casas em risco alto e que de fato terão que ser removidos.

O Povo: Concorda que nos casos de alto riscos tem que sair sim, Mas se os casos Não for de alto risco, a prefeitura tem que 1° providenciar moradia, pra depois desapropriar a area, ja que não ha historico de desabamento, soterração e nem inundações na area. E reprova o auxilio aluguel proposto sem a garantia de habitação.
Que tem que ter projeto habitacional, senão o povo volta e ocupa a area desocupada novamente

O Secretario da SEHAB Sr Luiz: Disse que tinha boas noticias, que tem um plano municipal para habitação, o primeiro passo seria nós, o povo aceitar o auxilio aluguel por prazo de 30 meses, e que esse prazo seria renovado até sair programa para atender as familias, Disse que há 1000 moradias para a cidade de São Paulo

O Povo: Não aceitou o valor de R$ 300,00 e não acredita que tenha verba para prorrogar o prazo após os 30 meses,
PROPOSTA: Ja que tem verba pra pagar auxilio aluguel e prorrogar os 30 meses, Que use esta verba na construção de moradias.
Quanto as 1000 moradias estas são para a Cidade inteira, mas só na nossa Comunidade são mais de 4.000 Familias.
Informamos que existe muitos terrenos na região, e sugerimos a desapropriação destes para construção de moradias.
Que na Comunidade existe cerca de 400 apartamentos fechados e que estes fossem entregues aos moradores da comunidade. Pois os contemplados para tais apartamentos (funcionarios Publicos) se recusam a residir ali.



Cel. Bento: Disse que a intervenção e convocação para cadastro ao qual as paredes das casas foram pichadas e moradores obrigados a posarem pra fotos e sem direitos de imagem esta dentro da lei. Tudo isso com acompanhamento da GCM e da PM.


O Povo: Todos sabemos que vigora a lei da cidade limpa, que pichação é crime, que policia militar é pra proteger e servir, e não para fazer escolta a funcionários públicos como fizeram no dia em que fizeram terrorismo na comunidade Vila da Paz. Que temos direito a moradia e brigaremos por este direito até o fim.

Deputado Jose Americo: Tambem esteve presente na assembleia, disse que é um desrespeito o modo que o povo esta sendo tratado. Que o IPT apesar do seu belissimo trabalho não é Deus, e que seu trabalho pode e deve ser contestado, Que a lei diz que tem que haver laudo individual para cada moradia e tem que ser assinado por 2 engenheiros para especificar qual residencia esta em area de risco e qual o grau deste, Coisa esta que a prefeitura não fez.
O Deputado Solicitou verbalmente o laudo do IPT para que este seja estudo, e se prontificou a pedir este laudo tambem formalmente aos orgoes competentes.
Criticou a postura da subprefeita de fazer uso da Policia Militar sem necessidades.

O Povo: Agradeceu a presença do Deputado Jose Americo e suas palavras, espera que o deputado possa representar nossa comunidade cumprindo o seu papel.
os populares agradece. 

Dito UMM: Lembrou bem que a sub Prefeita Cel. Vitoria cumpriu com a sua palavra da reunião passada, onde prometeu esta assembleia com as comunidades, e que iria trazer o Secretario de Habitação para a reunião. Prometeu e tambem cumpriu com a interdição dos cadastros na comunidade.
Disse que não ha verba nem para atender as 72 familias da Favela do Boqueirão, quanto mas pra atender nossa comunidade que tem mas de 4 mil familias.
Reforçou que o povo quer propostas dignas, que concorda com qua as casas que o risco é real seja demolidas, mas que haja assistencia garantida até sair a moradia definitiva.

Extra: A subprefeita se viu em saia justa, quando foi questionada pelo povo sobre o seu deboche com algumas falas, recebeu uma vaia que estremeceu a regional toda.
Tentou se explicar dizendo que não zombava dos presentes, e que aquele era o seu jeito.
O suor desceu, O corpo dela tremia feito vara verde.
E olha que não houve AVACALHAÇÂO isso é coisa de Vaca.


A imagem e identificação da Subprefeita pelo portal da prefeitura:
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/ipiranga/organizacao/index.php?p=158

domingo, 24 de abril de 2011

Sarau PERIFATIVIDADE

Em nossa 10º Edição 23/04/2011 de Sarau PERIFATIVIDADE, estiveram presentes vários amigos com a energia positiva, a intervenção teatral, o lançamento do livro de poesias Caturra de Fuzzil e muita poesia com discursos construtivos de incentivo a mobilização. Algumas fotos dessa edição.

Osmar e Fininho (Art 'Tude)

Cássio de Aquino

Dimenor e Terno

Cássio de Oliveira

Fuzzil e seu Caturra

Fanti Manumilde

Fuzzil

Jairo Araldi

Laureatti

Luciana

Léo

Intervenção teatral c/ Jairo Araldi e Edmundo Barboza
( Do passado que nós não queremos mais )

Michel Yakini

Paulo Rams

Renato

Silvão

Terno

Vinão

Vinão, Dimenor, Fuzzil, Terno, Michel, Fanti e Paulo Rams.

Coletivo Perifatividade 10º Edção

terça-feira, 19 de abril de 2011

Teatro no SARAU


DO PASSADO QUE NÓS NÃO QUEREMOS MAIS
Dia 23 de abril de 2011 às 20 horas
Local: Bar do Boné – Sarau Perifatividade
Avenida Nossa Senhora da Saúde, 1007    Vila das Mercês     São Paulo/SP.
Com: Edmundo Barboza e Jairo Araldi
                                                      
REALIZAÇÃO: 


                               
Missão: Promover a Cidadania, a melhoria da qualidade de vida e o Desenvolvimento integral da comunidade.
Nas cenas “Do passado que nós não queremos mais”, trataremos dos tempos em que a CIDADANIA não era exercida, neste cenário praticamente não há direitos, somente deveres. No Brasil, remetemos este período aos tempos da ditadura, em períodos em que era preciso a luta armada pela garantia de direitos.
É dessa luta de direitos que tiramos a base para “Do passado que nós não queremos mais”. Mesmo sabendo que existem alguns países onde a repressão e a guerra ainda estão presentes, optamos por passado no título, pois temos que lutar para que mesmo nestes países isto se torne passado e para que a luta por CIDADANIA seja cada vez maior e os direitos mais plenos e que tudo que remete à falta ou escassez desses direitos seja passado.

Adaptação: Edmundo Barboza e Jairo Araldi
AGRADECIMENTOS: Abilia Santiago, Andreia Rodrigues, Arlete Persoli, Gildivan Félix, Nivaldo Bagagini, Zenaide Araldi, a todos os colaboradores do Centro de Convivência Educativa e Cultural de Heliópolis e a todos os companheiros da UNAS e do Coletivo Perifatividade.

TEREMOS TAMBÉM NESSE SARAU:
 Lançamento do livro de poesias 
"CATURRA" 
do escritor
FUZZIL 
 E pré-gravação do vídeo clip: 
"SOMOS MAIORIA DE PERIFERIA" 
do grupo
 SUBMUNDO RACIONAL

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Dudu do Morro Agudo Convida: Lançamento do single Sozinho


A alguns anos decidi que dedicaria minha vida ao hip hop e partir daí tenho trilhado uma estrada de experimentações dentro do hip hop nacional, ao meu ver muitas são as coisas que têm dado certo, prova disso é o Movimento Enraizados, que continua na ativa mesmo após onze anos de trabalho duro.
Sei que existem algumas pessoas me conhecem superficialmente, ouvindo um ou outro trabalho musical, mas nesses quinze anos dedicados ao hip hop muitas foram as coisas que aconteceram e que valem a pena serem lembradas, como o disco que lancei em 2009, meu primeiro album sólo, intitulado Rolo Compressor, no formato SMD (Semi Metalic Disc), que vendeu alguns milhares de cópias e me rendeu uma turnê pela França e alguns shows no Chile.
Bem antes disso lancei, também de forma independente, a primeira coletânea nacional de rap (2001) e mais outras duas em 2003 e 2004. Criei em 1999 um dos maiores sites de hip hop da América Latina (www.enraizados.com.br), que atingiu a média de 600.000 acessos mensais em 2007 e que já ganhou dois prêmios: Prêmio de Mídias Livres (Min. Cultura) 2009 e Prêmio Baixada – Categoria Comunicação (Fórum de Cultura da Baixada Fluminense) 2009.
Em 2009 idealizei e dirigi o documentário Mães do Hip Hop, disponível em quatro idiomas, exibido em dezenas de estados brasileiros, além de alguns países como Holanda (Amsterdam), França (Paris, Medon, Nanci e Blanc Mesnil), Chile (Santiago), Argentina (Santiago), Congo (Kinshasa), entre outros.
Em janeiro deste ano lancei, pela editora Aeroplano, minha primeira obra literária de nome "Enraizados: os híbridos glocais" e a partir de então me divido entre os palcos e os auditórios das universidades do Rio de Janeiro.
No próximo sábado (16) lançarei oficialmente o single "Sozinho", no Espaço Enraizados (RJ) e estou convidando meus amigos(as), músicos, produtores e intelectuais para uma audição.
Este single faz parte de um "novo modelo de negócios" envolvendo produção de "combos" comercializáveis a partir de músicas digitais fragmentadas (sob o registro Creative Commons). Nesse formato cada obra é explorada de diversas maneiras até que se "esgotem" - teoricamente - suas possibilidades de resurgir em outras formas. Reparei que as músicas são pouco exploradas, cada música pode ter dezenas de remixes, suas letras podem virar livros, reportagens, roteiro de filme, video clipes, blusas, ilustrações e ganhar dezenas de outras formas.
Sei que talvez você não possa estar presente, confraternizando comigo neste dia, mas você me conhece e sabe o quanto é importante pra mim que você ouça, comente, baixe e divulgue esse som em sua rede de amigos (http://dududemorroagudo.com/musica/sozinho/).
Informações sobre o lançamento da música:http://www.enraizados.com.br/?p=3056

Dudu de Morro Agudo(21)2768-2207
dududemorroagudo@gmail.com

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Follow by Email